MATO GROSSO DO SUL - Três lagoas

Três Lagoas - MS

      Possui uma população de 100 mil habitantes, fica na divisa dos estados do MS e SP separados apenas pela ponte onde existe a usina de Jupiá. 3ª cidade do estado, está em pleno desenvolvimento, recebendo diversas empresas (Fíbria, Eldorado, Petrobrás, Klin, Mabel) entre outras, devido a esse grande crescimento o custo de vida da cidade ficou muito alto, incluindo o aluguel. Tem uma temperatura alta, clima seco durante quase todo o ano. É Localidade Especial Categoria A, paga-se adicional de 20%, mas tempo normal de guarnição.
Vista aérea
A energia: 110V e 220V (A cidade tem as duas energias)
As distâncias 330 km de Campo Grande, 120 km Araçatuba-SP e 220 km de Presidente Prudente –SP.
Quartel : 2ª Companhia de Infantaria.
PNR :1 ano para pegar, casas boas, no centro (próximas ao quartel) e num bairro mais afastado onde fica o Clube de Sub e Sgts.
Hotel de Trânsito: O quartel possui apenas 1 apartamento (misto), então quem vier, precisa reservar com bastante antecedência, pois os hotéis daqui são caros.
Bairros próximos ao quartel para aluguel de casas : Vila Nova, Colinos e Centro.
Transporte a cidade possui transporte urbano para todos os destinos, rodoviária com saídas para todo Brasil e aeroporto em construção na fase final.

MATO GROSSO DO SUL - Porto Murtinho

Porto Murtinho - MS

     O município de Porto Murtinho está localizado no sudoeste de Mato Grosso do Sul, região denominada Baixo Pantanal, e faz limite com o Paraguai e com as cidades sul-mato-grossenses de Corumbá (563 km) e Bonito (213 km). A distância até a capital Campo Grande é de aproximadamente 435 km e sua população é de cerca de 16 mil habitantes. É Guarnição Especial Categoria A, adicional de 20%. A voltagem é 110 V, mas pode ter 220 V.
Clima: Possui clima tropical, variando em média entre 10 no inverno e 40 graus no verão.
Custo de vida:
Serviços - Bancos: tem agência do Banco do Brasil, posto do Bradesco e Lotéricas.
Internet:  é via rádio ou velox.
Telefonia: fixo só da Oi. Telefonia móvel tem Oi, Tim, Vivo e Claro.
Mercados:
Comércio:
Transporte Público:
Trânsito:
Rodoviária/ Aeroporto: Tem um terminal rodoviário e o aeroporto mais próximo fica na capital.
Saúde:
PNR
: possui Vila Militar de Oficiais, Subtentes/Sargentos e Cabos/Soldados. Tanto as casas para Oficiais quanto as casas para Subtententes e Sargentos possui sala, três quartos, cozinha, área de serviço, banheiro, quarto de empregada, quintal, jardim e garagem. Já as casas para Cabos e Soldados constituem-se de dois quartos, cozinha, banheiro, área de serviço, quintal e jardim. Nas cassas da vila chegam as 2 voltagens.
Para os oficiais sobre PNR, para os SGT/Sub, se não abrir mão do trânsito, só depois de 1 ano.

MATO GROSSO DO SUL - Ponta Porã

Ponta Porã - MS

      Ponta Porã é um município localizado no sudoeste do estado de Mato Grosso do Sul, fazendo fronteira com Pedro Juan Caballero, Paraguai. Está a 120 km dDourados e 340 km da capital ligada por meio de Rodovia Federal, que também dá acesso aos Estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso. Sua população é de cerca de 80 mil habitantes e a voltagem é 110v. Localidade Especial Categoria A,  paga 20% a mais e a cada 2 anos de Guarnição, ganha-se 8 meses no tempo de serviço. Para fins de transferência é comum, 3 anos para pedir transferência. 
Vista aérea
O clima é maluco, no mesmo dia faz calor e frio de uma hora para outra. No verão é bem quente e no inverno, extremamente frio! Cheguei a pegar 4 graus com sensação de -5º.  
Custo de vida: Médio. Possui muitas lojas de móveis com preços bons, inclusive lá tem Casas Bahia, Magazine Luiza. Loja de roupas com preços super em conta, além, é claro, do Paraguai. O mercado no Paraguai é relativamente mais barato do que no Brasil. Gasolina é MUITO cara, esta custando em média R$ 2,91 no Brasil, a do Paraguai custa um pouco mais barata. Supermercado principal lá é o Bom Gosto, no Brasil, e Maxi, no Paraguai.
Quartel: Somente o 11º R C Mec (Cavalaria), clima de trabalho bom. Porém é muito operacional e ano que vem vai virar FAR e vai piorar em termos de trabalho. Tudo funciona, material que se pede chega, manutenção de viaturas funciona, estrutura 100% das instalações. Muita viatura chegando, muita missão e muita operação. O quartel é piloto do SISFRON, novo sistema de monitoramento de fronteiras.

MATO GROSSO DO SUL - Nioaque

Nioaque - MS

       Nioaque é uma cidade de cerca de 15 mil habitantes, tendo poucos moradores na área urbana e maioria na rural. É uma cidade bem pequena e fica a 180 km da capital Campo Grande, 46 Km de Guia Lopes da Laguna, 49 km de Jardim, 105 km de Bonito, uma das cidades turísticas do MS com belos Balneários e lazer ao ar livre, e 234 km de Ponta Porã cidade fronteira com o Paraguai, com Shopping China e muito mais. É Guarnição Especial Categoria A, adicional de 20%. Voltagem é 110V e podendo ter 220V.
Clima: Tropical. Com verão bem rigoroso e o inverno também, mas somente no mês de Junho e Julho.
Custo de Vida: Os preços dos supermercados para comida básica é normal, mas dependendo dos gostos é muito alto. Enfim arroz, feijão, verdura, carne é baratérrimo. Quando morei eu fazia compras dos itens que não tinha em Nioaque ou era muito caro em Campo Grande no Extra ou no Atacadão ou em Jardim no Supermercado Frazão. Vestuário tem algumas lojas, o ideal é recorrer a cidade vizinha Jardim.
Serviços - Bancos: Existe uma agência do Banco do Brasil. A agência dos Correios conta com um terminal de atendimento do Banco Bradesco. A casa lotérica da cidade opera com terminal de atendimento da Caixa Econômica Federal.
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Transporte Público:
Trânsito:
Rodoviária / Aeroporto: tem rodoviária, onde atua a empresa Cruzeiro do Sul e o aeroporto mais próximo é o da capital.

MATO GROSSO DO SUL - Ladário

Ladário - MS

      Ladário é um município do pantanal do Mato Grosso do Sul situado na margem esquerda do Rio Paraguai, distante apenas 6 km da cidade de Corumbá e a 420 km da capital do estado, Campo Grande. É a principal cidade da Marinha na região, onde está localizado o 6º Distrito Naval. Sua população é de cerca de 20 mil habitantes, contudo, junto com a população de Corumbá, somam em torno de 120 mil habitantes. A voltagem é 110V.
6º Distrito Naval
Clima: Faz muito calor, mas, de noite, dá uma amenizada, embora fique abafado. Chove bastante no verão, mas no inverno podem fazer temperaturas bem baixas, ainda que por pouco tempo.
Custo de vida:
Serviços 
- Bancos:
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Aeroporto / Rodoviária:
Transporte Público:
Trânsito:
Vila Militar:
Aluguel:
Educação:
Emprego:
Saúde: 
Tem o Hospital Naval de Ladário.
Lazer:
Segurança:
Pontos Negativos:
Hotel de Trânsito
no Centro, telefone: (67) 3234-1028.
Quartéis [MB]: Base Fluvial de Ladário, Comando da Flotilha de Mato Grosso, Grupamento de Fuzileiros Navais de Ladário, Centro de Intendência da Marinha em Ladário, Serviço de Sinalização Náutica do Oeste, 4º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral e 6º Distrito Naval.

MATO GROSSO DO SUL - Jardim

Jardim - MS

    Jardim é uma cidade pequena, de cerca de 25 mil habitantes, e super tranquila no interior do Mato Grosso do Sul!  Aqui temos muito contato com a natureza, a cidade é pequena e o povo bem acolhedor, os militares e sua família são bem vistos e respeitados na cidade. Fica a 60 km de Bonito, a 230 da capital (Campo Grande) e a 200 km do Paraguai. É Guarnição Especial Categoria A, tem adicional de 20%.
Balneário de Jardim
Custo de vida: é médio, pois algumas coisas são difíceis de ser encontradas por se tratar de uma cidade pequena, então não tem muita variedade e concorrência.
Clima: As temperaturas do mês mais frio ficam entre 15°C e 20°C. O período seco é de 3 a 4 meses (junho, julho e agosto) e os meses mais chuvosos são de novembro, dezembro e janeiro.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica e Bradesco.
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Transporte Público:
Trânsito:
Rodoviária / Aeroporto: Tem rodoviária, mas o aeroporto mais próximo é na capital mesmo (na verdade, as cidades de Dourados e Ponta Porã são poucos quilômetros mais próximas, mas os aeroportos são muito pequenos e com pouquíssimos voos).
SaúdeNo quartel tem dentista e clinico e uma clinica para exames de sangue conveniada ao FuSEx. O restante é na capital, que fica a 230km daqui, porém toda semana tem uma van gratuita do quartel para levar e trazer nas consultas feitas lá. Tem ainda o hospital público da cidade e o Hospital Marechal Rondon, além do Hospital de Guia Lopes da Laguna, que fica ao lado de Jardim. 

MATO GROSSO DO SUL - Miranda

Miranda - MS

          Miranda é um município no oeste do Mato Grosso do Sul, distante 202 km de Campo Grande, 74 km de Aquidauana e 223 km de Corumbá. Sua população é de mais de 25 mil habitantes e a voltagem na cidade é 110 V. É Guarnição Especial Categoria A, tem adicional de 20%.
Clima: o clima é tropical, faz bastante calor. O período da seca dura de três meses a quatro meses (no inverno). As temperaturas médias ficam entre 20 e 24°C, e variam conforme as estações do ano, podendo atingir a mínima de 10°C e a máxima de 35°C no verão, em média.
Custo de vida:
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Bradesco, HSBC e Caixa Econômica.
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Aeroporto / Rodoviária: Possui um terminal rodoviário de passageiros, que faz a ligação da cidade com o resto do estado, da região e do resto do país. É Atendida principalmente pelas empresas Andorinha, Expresso Mato Grosso e Cruzeiro do Sul. O aeroporto mais próximo fica em Campo Grande.
Transporte Público:
Trânsito:
PNR:
Aluguel:
Imobiliárias:
Educação:
Emprego: as principais atividades econômicas da cidade são a agropecuária, indústrias de cerâmica, turismo de pesca e ecoturismo.
Saúde
Lazer: Miranda é famosa pelo Pantanal e pela antiga Estação da estrada de ferro que é a primeira estação construída no estado, hoje toda revitalizada integra o Trem do Pantanal que hoje é uma das atrações turísticas do Estado. Tem também a estrada parque que vai até Corumbá passando pelo pantanal. Outras atrações turísticas são a Casa da Cultura Terrena (que fica na entrada da cidade e tem as principais atrações indígenas da cidade) e o Parque de Exposições (onde tem a festa do aniversário da cidade). Também vale a pena conhecer as fazendas do Pantanal sul, que têm vários passeios ecológicos.
Segurança:
Pontos Negativos:
Hotel de Trânsito: não tem.
Quartel: Campo de Instrução de Betione, na Zona Rural.

MATO GROSSO DO SUL - Dourados

Dourados - MS

     A cidade está localizada a 235 km de Campo Grande (capital do estado). A economia da cidade tem base na agricultura e na agropecuária. Dourados é considerada a segunda cidade do MS, bem estruturada. Sua voltagem é 110 V. É guarnição comum categoria B, com adicional de 10%.
Vista aérea parcial
Clima: verões bem quentes (40ºC), e inverno bem seco (mínimas beram 10ºC com sensação térmica de 0ºC).
Custo de Vida:
Mercados: Tem vários mercados tradicionais, mas também tem um atacadão que, na minha opinião, vale bem mais a pena. Também temos a proximidade com os balneários de Jardim e Bonito.
Também há uma enorme variedade de Igrejas, bem como de lojas com bom preço. Durante o ano são realizadas algumas promoções do tipo "Liquida Dourados", valendo muito à pena deixar para comprar roupas e acessórios nesses períodos. 
Transporte: aeroporto está para ser ampliado, o que vai facilitar muito a nossa vida, pois por enquanto  temos que pegar um ônibus até a capital Campo Grande para pegarmos voos pra qualquer lugar do Brasil.

MATO GROSSO DO SUL - Coxim

Coxim - MS

     Coxim é uma cidade pequena e hospitaleira que gira em torno do quartel. É super tranquila, as pessoas são hospitaleiras, gente simples. Sua população é de cerca de 35 mil habitantes, dista 255 km de Campo Grande e a voltagem é 110V. É Guarnição Especial Categoria A., recebendo adicional de 20%.
Vista aérea
Clima: temperaturas de cerca de 10 a 15°C no inverno e 30 a 45°C no verão. Na porção central do município, as temperaturas médias estão acima de 20°C e abaixo de 24°C, com período seco de três a quatro meses. A umidade que é baixíssima, então providencie o mais rápido possível umidificadores.
custo de vista é elevado como toda Guarnição Especial, por isso recebe-se a mais para morar aqui, mas ainda é mais em conta do que muito lugares.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Bradesco.
Internet: a melhor é a Velox. TV tem Sky, Claro e Embratel.
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Transporte Público: Transporte é complicado, não tem transporte coletivo. Quem não tem carro, tem que andar de moto-táxi ou táxi.
Trânsito:
Rodoviária / Aeroporto: Tem rodoviária e o aeroporto mais próximo só na capital, Campo Grande.
Aluguel: Há muitas casas pra alugar próximo do quartel, pra quem tem carro pode morar um pouco mais afastado, mas mesmo assim vai estar perto, é uma cidade pequena, nada é muito longe. Um bom bairro é o Alto São Pedro (um dos melhores), perto do quartel e da rodoviária, na "área nobre" da cidade, bem ventilado e frequentado, mas os preços são um pouco salgados. Para quem quer pagar mais barato uma boa sugestão é o Jardim dos Estados (BNH). Outros bairros bons são Flávio Garcia ou Vila São Paulo, os mais próximas do batalhão e da escola, na parte alta da cidade. Com R$ 600,00 aluga-se boas casas na cidade.
Imobiliárias: Não é bizu procurar aluguel por imobiliária e quase não tem anúncio na internet, tem que vir procurar mesmo. Como a cidade é pequena, todo mundo se conhece e é fácil de alugar diretamente com o proprietário. Tem um senhor (Seu Mauro) que aluga várias casas há uma quadra e meia do quartel, todos o conhecem por lá.
PNR: Para sargento, a fila é em torno de 2 anos, não passa de 3 e, se abrir mão do trânsito, capaz de pegar com 1 ano. Para oficiais, normalmente, pega logo que chega, se não, no ano seguinte, no máximo.
Saúde: A cidade conta com um Hospital Regional que atende a todos, o que faz ter uma fila bem grande, não tem HG. Não é dos melhores hospitais que já passei, mas em caso de emergência resolve. Para um tratamento ou algo assim, só em Campo Grande (3 horas de carro).
Educação: Falam que a melhor escola particular da cidade é a FEC, que tem o sistema COC de ensino. Mas tem também o ENOM e o FUNLEC. Tem ainda uma unidade do curso Wizard na cidade.
Ensino Superior: Tem um campus da UFMS (cursos de Enfermagem, História, Letras e Sistema da Informação), um da UEMS (curso de Ciência Biológicas) e um do IFMS (com cursos técnicos e superior de Química e Tecnologia em Sistemas). Tem também uma universidade particular, a FICO, e EAD da UNOPAR.
Emprego: o mercado de trabalho é um pouco complicado, o mais fácil de achar é no comércio. Mas tem também a possibilidade de ser contratada da prefeitura.
Segurança:
Lazer: O lazer fica por conta das paisagens naturais (que são muito belas). Tem também restaurantes e pizzarias (que tem comidas deliciosas). A Área de Lazer, que é um espaço destinado ao militares com piscina, quadras, salão de festa e um pesqueiro, é um ótimo lugar para passar o domingo.
Hotel de Trânsito: misto, dentro da OM e com 7 apartamentos. Telefones: (67) 3291-1369 e (67) 3291-1877.
Quartel: 47º Batalhão de Infantaria tem varias companhias, mas, por ser FAR, tem algumas missões, até pro Chile eles já foram, missão de 2 semanas, plano de chamada são 2 por ano. Guarnição Especial e o tempo minimo é de 2 anos e o máximo 4.

Fonte: https://www.facebook.com/groups/cidadeinteressemilitar/doc/189671904468805/

MATO GROSSO DO SUL - Corumbá

Corumbá - MS

   Corumbá é a principal cidade do Pantanal, com uma população de, aproximadamente, 110.000 habitantes, distante 418 quilômetros de Campo Grande, capital de Mato Grosso do Sul e a voltagem é 110 V. A temperatura média é de 28 graus, clima tropical úmido. O município limita-se com sete municípios do Pantanal, com a Bolívia e com o Paraguai. É servida por rodovia asfaltada (BR-262). É Guarnição Especial Categoria A, então tem adicional de 20%. Tem muita influência da pesca e do Rio Paraguai, que enche no verão (vale fazer um passeio de barco e conhecer um pouco do pantanal). Faz muito calor, mas, de noite, dá uma esfriada. Chove quase todo dia (tipo chuva de verão).
Vista aérea 
Serviços: Corumbá possui 23 hotéis; 09 pensões; 05 motéis, 07 pontos de táxi, 10 agências bancárias, 20 lanchonetes, 05 locadoras de veículos, 15 farmácias, 11 postos de combustível, 14 restaurantes e churrascarias, 06 locadoras de vídeos e 02 agências de correios. Possui diversas redes bancárias, entre elas: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, HSBC, Unibanco e Santander.
Supermercados: PANOFF, FRUTAL (que tá quase falido), um Atacadão e outros mercadinhos.
Transporte público basicamente não tem, poucos ônibus e muita demora. Mas, o transito é tranquilo, a cidade é pequena, não tem engarrafamento. O táxi é mais caro que no Rio de Janeiro.
Tem um aeroporto, com voo diário para a capital, no mesmo horário (Chegada da aeronave: todos os dias, às 13h30, e saída 14h15), e a única empresa é a TRIP.
Tem um terminal rodoviário com as seguintes empresas: Andorinha (passagens para Campo Grande), Cruzeiro do Sul (passagens para Miranda, Bodoquena, Bonito, Jardim e Buraco das Piranhas), Cruceña (passagens para Campo Grande e São Paulo).

MATO GROSSO DO SUL - Coimbra

Forte Coimbra - MS

       Forte Coimbra é o nome dado à uma pequena região às margens do Rio Paraguai, pertencente ao município de Corumbá, quase na fronteira do Brasil com Bolívia e Paraguai, onde encontra-se o forte de mesmo nome e um pequeno vilarejo constituído por militares pertencentes à 3° Companhia de Fronteira do Exército Brasileiro, seus familiares e civis. Possui cerca de 600 habitantes e está a um pouco mais de 400 km de Campo Grande. É Guarnição Especial Categoria A, adicional de 20%.
Vista aérea
Como chegar: A 3ª Cia Fron mantém uma linha regular de embarcações ligando Coimbra à Base de Apoio de Porto Morrinho (BAPM). Eventualmente, a OM utiliza lanchas rápidas para o transporte de pessoal e material, o deslocamento dura em torno de 02 horas. A 3ª Cia Fron possui viaturas para realizar o transporte de pessoal e material no trecho Corumbá - BAPM - Corumbá. As embarcações particulares custam, em média, R$50,00.
Clima: É um local muito quente assim como todo o Pantanal, mas, por incrível que pareça, no inverno é bem frio. O uso de ar condicionado é imprescindível, porém a energia é um pouco salgada.
Rádios e TVs: O local possui Internet VELOX, telefone Fixo (não tem sinal de celular) e os moradores normalmente compram parabólicas e SKY.
Saúde: Existe um Posto Médico, com enfermeiros, dentista e médico.

MATO GROSSO DO SUL - Bela Vista

Bela Vista - MS

         Bela Vista tem aproximadamente 25 mil habitantes. É uma cidade tranquila, de gente simples. A cidade é quase toda asfaltada. Dista 350 km de Campo Grande. A voltagem é 110 V.
Igreja Santo Afonso
O custo de vida é um pouco alto, por isso pagam 20% para se servir aqui, é Guarnição Especial Categoria A.
Clima:
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Bradesco e Caixa Econômica.
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
BIZÚ: Por ser fronteira com o Paraguai há muita facilidade para compra de eletrônicos e todos os badulaques que tem nos camelôs pelo Brasil. Fica a cerca de 130 km da cidade de Ponta Porã, que faz fronteira com Pedro Juan Caballero (Paraguai), onde compra-se muita coisa barata.
Transporte Público:
Trânsito:
Rodoviária / Aeroporto:

MATO GROSSO DO SUL - Aquidauana

Aquidauana - MS 

     Princesa do Sul ou Portal do Pantanal, Aquidauana é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul que possui mais de 45 mil habitantes. Situada na Serra de Maracaju a 139 km de capital de Mato Grosso do Sul, e 203 km de Bonito (cidade linda, com muitos balneários maravilhosos). Conecta-se ainda com o município de Anastácio através da Ponte da Amizade que cruza o Rio Aquidauana. Juntas, as duas cidades somam mais de 70 mil habitantes, pois parecem ser a mesma cidade de tão perto que ficam uma da outra. Ah, antes que eu esqueça, Aquidauana possui muitos índios. A energia é 110 V. É Guarnição Comum Categoria B, percebendo adicional de 10%.
Vista aérea parcial
Custo de vida: O custo de vida varia bastante. A cidade é pequena , mas tem restaurantes para todos os bolsos, eu gostava muito do Princesa, do Casarão e do Moderna. Apesar da cidade pequena, ela é bem organizada. Lá o pessoal costuma sair bastante, pois tem muitos barzinhos e pizzarias.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Bradesco, HSBC, Itaú, Caixa Econômica.
Internet:
Telefonia:
Mercados: Possui 3 supermercados, o Princesa, o Nakagame e o Atlântico. Quem quer pode comprar até em Anastácio, pois parecem ser a mesma cidade, apenas uma pequena ponte as separa.
Comércio: Quanto a vestuário, tem pra todo bolso também. Tem lojas bem boas e caras, que vendem marcas, mas tem outras mais acessíveis. Já para móveis, lá é ótimo, pois tem Casas Bahia, Magazine Luisa, Pernambucanas, Gazin. Lá tem um “mini-shopping”(mais precisamente um aglomerado de lojinhas, por nome de Barraquech) que vende uma variedade de objetos trazidos do Paraguai, mas quem puder ir ao próprio Paraguai é bem melhor!!!
Transporte Público: Não possui transporte coletivo. Possui moto táxi e táxi. Lá o pessoal costuma usar bastante bicicleta.
Trânsito: Lá não é nada muito longe, e é bastante tranquilo para dirigir, o trânsito é tranquilo e é fiscalizado.
Rodoviária / Aeroporto: Não possui aeroporto, apenas rodoviária. Quem quer viajar de avião, só indo para Campo Grande. A rodoviária tem ônibus que passa em frente ao aeroporto.

MATO GROSSO DO SUL - Amambaí

Amambaí - MS

       Cidade simples, com povo bem acolhedor, muito boa e pequena, com cerca de 30 mil habitantes (e com bastante indígenas locais, muitos mesmo). É Guarnição Especial Categoria A (adicional de 20%). Fica a 360 km de Campo Grande, a 130 km de Dourados e a 96 km de Ponta Porã (que faz fronteira com Pedro Juan Caballero, no Paraguai). A voltagem é 110 V.
Clima: é bem quente e seco na maior parte do ano. O inverno é rígido, com registro de até -6ºC no meu primeiro ano na cidade. Mas o frio é mais rígido em maio e junho.
Custo de vida: Alto. Por ser cidade pequena, não tem muita concorrência nos preços/produtos/serviços. Não tem muita variedade de coisas e tudo é mais caro (comparando ao custo de vida do RJ, por exemplo).
Serviços - Bancos: Caixa Econômica, Banco do Brasil, Bradesco e HSBC.
Internet: na cidade a Internet à rádio é predominante. A “Oi Velox” está disponível, porém tem limite de distribuição, ou seja, nunca tem vaga disponível para novos moradores, pois a cota está fechada. O sinal da internet à rádio é bem mediana no centro, e um pouco pior na vila militar.
Telefonia: as operadoras são as mesmas de grandes regiões, porém a maioria dos moradores utilizam a Vivo (incluindo as lojas, que tem o telefone fixo e um celular Vivo para receber ligações de clientes). Eu sempre usei a Claro e nunca tive problemas de sinal.
Mercados: os mais frequentados são: o Sol e o Kicarne. Tem alguns outros menores, mas esses são os maiores e mais organizados. Eu prefiro o Kicarne, por ele ser maior e mais espaçoso. O preço para compras de alimentos é alto. Na minha casa, somos só meu marido e eu e gastamos cerca de R$ 140,00 semanalmente em compras no mercado. Isso porque controlamos o que compramos.
Comércio: tem lojas de móveis e o comércio é bom, mas tudo é surreal de caro. Mesmo! A boa notícia é que tem o Paraguai (50 min) logo aqui perto. Geralmente os comerciantes compram no Paraguai e revendem a preço de ouro. Não tem lojas de marca famosa (como Americanas, Casas Bahia nem nada disso). As roupas são bem simples e caras. Recomendo que compre antes de vir pra cá, ou aproveita para comprar em Dourados. Também recomendo que traga a mudança, pois tudo é caro demais aqui. Não tem variedade de produtos. Na questão de mecânica, o serviço é bem ruim (o considerado “melhor mecânico” montou a vela do carro ao contrário). OBS.: tudo fecha às 11h e reabre às 13h30 para horário de almoço e o expediente acaba às 18hs.
Transporte Público: tem apenas um ônibus circular. Ele vai do Centro à Vila Limeira, e passa por dentro da Vila Militar. Em 2015, a passagem custa R$2,50. O horário do ônibus é bem peculiar, de domingo à domingo nos horários: 7hr, 10hr, 11hr, 12hr, 13hr, 17hr, 18hr, 19hr.
Trânsito: é bem tranquilo, com bastante rotatórias. O valor da gasolina segue o preço de grandes cidades, acompanhando o mercado atual.
Rodoviária / Aeroporto: tem uma rodoviária que vende bilhetes com destino a Ponta Porã, Dourados e Campo Grande, que são os principais destinos. O aeroporto mais próximo é em Dourados (tem que pegar dois ônibus para chegar lá, ou 2h de carro), onde operam só as empresas Azul e Passaredo.

MATO GROSSO DO SUL - Campo Grande

Campo Grande - MS

     A capital do Mato Grosso do Sul, no geral, é uma cidade muito boa, próxima a cidades ao lado do Paraguai, onde muitos vão fazer compras. Conta com mais ou menos 790 mil  habitantes. Pessoas tranquilas e reservadas. É guarnição comum, não tem adicional. A voltagem é 110 V.
Vista aérea parcial
O clima é quente e seco com apenas três meses de frio, geralmente de maio a julho. Mas esse frio não é tão intenso e fica variando entre dias muito frios (5 graus) e dias um pouco mais quentes (14 graus).
Custo de vida: Alimentação não muito cara em vista de várias capitais, uma ótima qualidade de vida. Agora, a energia é a quinta mais cara do país, água e transporte público caro também. Mas estudantes não pagam passagem, tem o passe do estudante, o cartão magnético carregado dentro das escolas.
Serviços - Bancos:
Internet:
Telefonia:
Mercados: de supermercados tem Extra, Carrefull, Wallmart, Comper e dois atacadões. 
Comércio:
Transporte Público:
Trânsito:
Rodoviária / Aeroporto: Tem rodoviária e aeroporto.
Aluguel: Variam entre 650 a 1000 reais, as casa são boas.
PNR: geralmente com 6 a 7 anos, pra praças. 
Educação: Excelente Colégio Militar, no bairro Santa Carmélia, é um dos melhores do Sistema. E, para crianças menores de 10 anos, tem escolas particulares ótimas com preços variando de 265 reais pra cima. Escolas públicas municipais e estaduais muito boas.
Ensino Superior: Faculdades federal (UFMS) e campus da estadual (UEMS), além de várias particulares (destas, a que mais se destaca é a UCDB). Tem todos os cursos na cidade, tanto na rede pública como na rede particular.
Saúde: Temos um hospital militar (o HGeCG, no bairro Amambaí) conveniado com varias clínicas da cidade e a rede publica da cidade também  não é das piores. Ainda funciona.
Lazer: Clubes, shopping grande somente dois. Vida noturna tranquila com barzinhos e boates, shows gratuitos oferecidos pela prefeitura, com Rita Lee, Maria Gadu, Ney mato grosso, Lulu Santos entre outros. As últimas sextas  de cada mês seresta na principal praça da cidade também oferecida pela prefeitura com cantores da velha guarda.
Hotel de Trânsito: de Oficiais com 23 apartamentos e 6 suítes e de Praças com 9 apartamentos. Ambos da RM e na mesma avenida no Centro. Telefone: (67) 3321-1442.
Quarteis3º BAVEx (Sobradinho), 6º CTA (Amambaí), 9º BCom, 9º BSup (Vila Alba), 9º BMnt, 9º BSau, 9º BTrnp, 9ª CiaGD (Amambaí), 9º CiaPes, 9º Gpt Log, 9ª ICFEx (Amambaí), 14ª CiaPE (Centro), 20º RCB (Santa Carmélia), 30ª CSM (Amambaí), Cmd 9ª RM (Amambaí), CRO/9 (Vila Alba), CMO (Amambaí), Cia C CMO (Amambaí), PqRMnt/9 (Amambaí).


*AERONÁUTICA
- Quartéis:
1º/15º GAV, 2º/10º GAV, 3º/3º GAV, BACG, DTCEA-CG, EAS - PARA-SAR e PACG.
- Hotel de Trânsito: não tem.
- Hospital: não tem hospital da Aeronáutica.
- Vila:

Fonte: https://www.facebook.com/groups/cidadeinteressemilitar/doc/191899587579370/