PARAÍBA - Campina Grande

Campina Grande - PB

     Campina Grande é uma cidade com cerca de 400 mil habitantes e fica a 132 km de João Pessoa. É um polo-industrial e educacional e conhecida por ter o melhor São João. DDD 83 e a voltagem na cidade é 220 V. É guarnição comum, não tem adicional.
Custo de vida: é baixo, aluguel, escola e tal.
Os Pioneiros
Clima: tropical semiárido. Altitude de 552 metros acima do nível do mar garante temperaturas mais amenas durante todo o ano. No verão: máximas são de 38°C e mínimas 20 °C. No inverno: máximas de 18 °C e 15 °C nas noites mais frias do ano. O período chuvoso começa em maio e termina em agosto.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú, HSBC, Santander e Banco do Nordeste.
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Transporte Público:
Trânsito:
Rodoviária / Aeroporto: Campina Grande dispõe de uma rodoviária - o Terminal Rodoviário "Argemiro de Figueiredo" - que estabelece interligação com os mais importantes centros e capitais da região e de todo o país. Para dar suporte a ônibus que fazem linhas intermunicipais de curta distância, a cidade dispõe ainda do Terminal Rodoviário "Cristiano Lauritzen", popularmente conhecido como Rodoviária velha. O aeroporto Presidente João Suassuna (CPV) dista 7 km do centro da cidade e opera com voos da Gol e da Azul para vários destinos.

PARAÍBA - Bayeux

Bayeux - PB

      Bayeux (pronuncia-se baiê) é um município paraibano localizado na região metropolitana de João Pessoa (12 km da capital) e com população de mais de 100 mil habitantes. A voltagem é 220 V.
Por fazer parte da "grande Jampa" é considerada uma cidade dormitório, visto que a maioria dos seus habitantes trabalha, estuda e utiliza o comércio e serviços (como hospitais) da capital.
Custo de vida: O custo de vida é bom, não é alto nem baixo.
Clima: quente e úmido, com bastante ventos. Inverno de março a agosto, estação de grande volume de chuvas no Nordeste e, durante o restante do ano, verão com muito sol e calor.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco e Itaú.
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Transporte Público:
Trânsito:
Rodoviária/ Aeroporto: É onde fica o aeroporto da região, bem perto do quartel.
Saúde: em João Pessoa existe o Hospital de Guarnição que mantém um grupo de clínicas e outros hospitais conveniados com o FuSEx.
PNR: A OM possui duas vilas militares: uma para ST/Sgt com 30 casas e a outra para Oficias com 14 casas, localizam-se na área militar em frente a OM, próximas ao Aeroporto.
Aluguel:  casa eu não indico muito, se for morar em Bayeux é melhor apartamento, tem uns ótimos aqui que variam de R$ 500,00 a R$ 800,00. Mas a grande maioria dos militares moram em João Pessoa, que é colado com Bayeux e oferece muito mais.
Imobiliárias:
Educação: O ensino público é bem fraco, mas escolas particulares são boas e baratas, o valor em média é de R$ 140,00 até R$ 300,00 para ensino infantil e fundamental. Mas muitos optam por estudar em João Pessoa, onde há escolas melhores (e mais caras também).
Ensino Superior: Em João Pessoa tem a UFPB e a UEPB públicas, fora o IFPB com ensino técnico e superior. E particulares tem várias.
Emprego:
Lazer:
Pontos Negativos:
Hotel de Trânsito
: Em João Pessoa apenas.
Quartel: 16º RCMec (General Osório). O quartel atua na Operação Pipa para 57 municípios do sertão paraibano.


Fonte: http://www.facebook.com/groups/cidadeinteressemilitar/doc/342857129150281/

PARAÍBA - João Pessoa

João Pessoa - PB

     Jampa é conhecida como "Porta do Sol", devido ao fato de no município estar localizada a Ponta do Seixas, que é o ponto mais oriental das Américas, o que faz a cidade ser conhecida como o lugar "onde o Sol nasce primeiro nas Américas". Possui cerca de 800 mil habitantes (juntando com os 11 municípios da região metropolitana, são quase 3 milhões), sendo a 5ª cidade mais populosa do nordeste e fica a 120 km de Recife e 185 km de Natal, pela BR-101. É guarnição comum, não há adicional. A voltagem é 220V. DDD 83.
Orla
     João Pessoa é uma cidade limpa e organizada, agradando assim os turistas e aos próprios moradores. É uma das capitais de melhor qualidade de vida da Região Nordeste e também a menos desigual.
Custo de vida: não é alto. Há vários supermercados e mercadinhos e os aluguéis também não são nada exorbitantes. Há tudo para cada tipo de bolso.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú, HSBC, Santander e Banco do Nordeste.
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Clima: tropical, bastante sol e calor. 
O Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto fica em Bayeux, a 14 km do Centro, e tem voos da Gol, Tam, Avianca e Azul. Mas, ainda assim, muitos optam por pegar voos no aeroporto de Recife, que tem mais opções e preços mais baixos por ser um aeroporto bem maior.
O Terminal Rodoviário de João Pessoa fica no bairro de Varadouro. Nele atuam as seguintes empresas: Bonfim (Recife, Aracaju e Salvador), Guanabara (Crato, Teresina, Belém, Imperatriz, Brasília e Picos), Progresso (Recife, Caruaru, Salvador, São Luiz e Iguatú), São Geraldo (Maceió e Rio de Janeiro), Itapemirim (São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória e Belo Horizonte), Nordeste (Natal e Fortaleza) e TransBrasil (Recife, Natal, Fortaleza, Maceió e São Paulo).
Transporte Público:  feito por linhas de ônibus, que tem uma média de aprovação superior do que a nacional. É possível ir para qualquer lugar da cidade pagando-se apenas uma passagem. As conexões podem ser feitas através de um Terminal de Integração do Varadouro, onde o passageiro pode descer e pegar um novo ônibus sem precisar pagar uma nova passagem e de um Sistema de Integração Temporal. Há também o Sistema de Bilhetagem Eletrônica por meio do cartão “Passe-Legal”.
Trânsito:
Saúde: o HGuJP tem várias especialidades e um bom atendimento.
Educação: Várias escolas. O ensino público não é muito aconselhável, como em todo país. Alguns exemplos de escolas particulares: Motiva, Nossa Senhora de Lourdes, Pio XI, Marista, Anglo, GEO Sul, e várias outras.
Ensino Superior: 3 públicas (IFPB, UFPB e UEPB). E várias particulares, como: UNIPÊ, FESP, Maurício de Nassau, FACENE, FAMENE, Asper, FPB, FATEC-PB, IPEC, INPER, UNAVDA e UNIUOL.
Emprego:
PNR: O BIMtz conta com 17 casas para oficiais (fila de 1 ano, às vezes menos) e 24 casas para SGT/ST (fila de em média 5 anos). Tem também a vila do Gpt E, bem localizada próxima ao hospital e com casas boas. O hospital não tem PNR. 
Aluguel: Não são caros. Por volta de R$600,00 encontra apartamentos legais em bons locais.
Os melhores bairros são Bessa, Manaíra, Tambaú, Cabo Branco, Altiplano e Bancários, mas também os mais caros. Há ainda a cidade vizinha Cabedelo, onde as casas ainda estão mais baratas, tem poço, ponta de campina e formosa que são ótimos bairros e relativamente em conta, camboinha é o bairro mais caro de Cabedelo.
Imobiliárias:
Lazer: Praias maravilhosas! A capital paraibana conta com um litoral de cerca de 24 quilômetros de extensão, 9 praias só no município, fora as praias da Região Metropolitana, a exemplo da cidade de Cabedelo, da cidade de Lucena e do Distrito de Jacumã no município do Conde, onde se localiza a Praia Naturista de Tambaba. As principais praias são: Praia de Tambaú e Praia de Manaíra, ponto de vários bares, contando com quadras de esportes na sua orla. Há praças que apresentam equipamentos de ginástica, ciclovias e também é lei o fechamento de parte da orla para caminhadas nas manhãs (das 5 às 8 horas da manhã); Há ainda vários shopping, cinemas, bares, restaurantes, boates e também o MAP (Mercado de Artesanato Paraibano) e a Feirinha Turística de Tambaú.
Segurança: tá precária em toda capital, porém você pode evitar os bairros de Manaíra e Bancários, que mesmo sendo mais "nobres" é onde mais se vê assaltos.
Pontos negativos:
Hotel de Trânsito: de Oficiais com 8 habitações e de SGT/ST também com 8 apartamentos. Os dois ficam em Tambauzinho e ambos são administrados pelo Grupamento de Engenharia.
Quartel15º B I MTZ (bairro Jaguaribe), 1º GPT E (bairro dos Estados), 23ª CSM (bairro Varadouro) e HGuJP (bairro Tambauzinho).
Na cidade vizinha Bayeux, tem o quartel de cavalaria 16º R C Mec.


*AERONÁUTICA
- Quartéis:
- Hotel de Trânsito: não tem.
- Hospital: 
- Vila:


*MARINHA
- Quartel: CPPB.
- Hotel de Trânsito: não tem.
- Hospital: não tem hospital da Marinha.
- Vila:

PARÁ - Tucuruí

Tucuruí - PA

     Tucuruí é um município no sudeste do estado do Pará. Tem cerca de 110 mil habitantes e dista aproximadamente 480 km de Belém. Chega-se de carro, mas não é aconselhável pegar a rodovia Transamazônica. É um lugar muito bom de se viver, principalmente a Vila Permanente, que é onde fica o único quartel da cidade e os PNR de sgt e oficiais. É Guarnição Especial Categoria A, tem adicional de 20%. A voltagem é 110 V.
Clima: quente e úmido.
Vista aérea
Custo de vida: é um pouco alto.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, HSBC, Banco da Amazônia e Banco do Pará.
Internet:  a internet boa é da Provecom, as outras não são.
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Transporte Público:
Trânsito:
Tem um Aeroporto a 8 km do Centro que opera com voos da TRIP.
PNR: a vila fica distante da cidade 8 km, e nela possui tudo o que se precisa: hospitais, sendo um público e outro particular e onde temos o convênio. Tem supermercado grande, padaria, farmácias, lojas, Banco do Brasil, Lotérica (autorizado Caixa Econômica Federal) e HSBC, posto de combustíveis, escolas (particulares e públicas), praças, clubes recreativos, academias, salões de beleza, agências dos correios, etc...
O militar transferido para Tucuruí já recebe PNR na chegada, independente de abrir mão de trânsito ou não, porém os que chegam primeiro, tem a facilidade em escolher uma casa melhor.. Não paga-se água nem luz, apenas as taxas de PNR. A vila é muito tranquila e segura e as casas são bem grande. Leva-se uma vida muito boa aqui.
Aluguel:
Saúde:
Educação: Para crianças tem a escola Adventista e a Escola Maria Fernandes particulares. Faculdades tem um campus da UFPA (cursos de Engª Civil, Engª Mecânica, Engª Elétrica, Engª Sanitária e Ambiental, Engª de Computação, Letras com habilitação em Língua Inglesa, Sistemas de Informação e Pedagogia) e a Faculdade Gamaliel. Tem também cursos de línguas CNA, Wizard e CCAA.
Emprego: o norte como um todo é bastante carente de profissionais qualificados, mas as áreas mais fáceis de conseguir emprego são a saúde e a educação. Além do comércio, que é forte na cidade.
Segurança:
Lazer: Na cidade tem shopping com cinema e o comércio em geral tem de tudo.
Hotel de Trânsito: não tem.
Quartel: 23º Esquadrão de Cavalaria de Selva.

Fonte: http://www.facebook.com/groups/cidadeinteressemilitar/doc/260524530716875/

PARÁ - Santarém

Santarém - PA

     Santarém é  o segundo município mais importante do Pará e o principal centro financeiro e econômico do oeste do estado. Situa-se na confluência dos rios Tapajós e Amazonas. Localizada a cerca de 800 km das metrópoles da Amazônia (Manaus e Belém) e com população de aproximadamente 300 mil habitantes.
Alter do Chão (Rio Tapajós)
Guarnição Especial Categoria A, adicional de 20%. A voltagem é 110V, DDD 93. A região não conta com estradas, por isso a única forma de sair daqui é de avião ou barco até Belém ou Manaus.
Clima: calor insuportável durante todo ano, quente mesmo e com muitas chuvas (mais frequentes de dezembro a maio).
Custo de vida: alto. Frutas,verdura (de baixa qualidade) e carne bem caras. Aluguel também.
Serviços - Bancos:
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Transporte Público:
Trânsito: péssimo, ruas esburacadas e quando chove tudo piora, até porque nem toda a cidade é asfaltada.
Rodoviária / Aeroporto: Tem um aeroporto com vôos diários pra qualquer lugar do Brasil, o problema é que pela distância o voo fica muito caro.

PARÁ - Marabá

Marabá - PA

     Marabá é uma cidade de médio porte, sendo a principal cidade do sudoeste paraense. A cidade é cortada pelos rios Tocantins e Itacaiunas, possui cerca de 300 mil habitantes (sendo a quarta maior cidade do estado) e dista, aproximadamente, 500 km de Belém (de carro a viagem dura cerca de 5 horas, tendo em vista as condições da estrada, que tem bastante buracos). É Guarnição Especial Categoria A, adicional de 20%. A voltagem é 110 V.
Orla de Marabá (Rio Tocantins)
Clima: quente, temperatura anual em torno de 28ºC. O período chuvoso inicia-se em janeiro e termina em março, e o mais seco vai de julho a setembro.
Custo de vida: caro, aluguéis e alimentação bem altos. O que é MUITO caro por aqui são frutas, verduras, legumes. Você não recebe 20% à toa.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú, HSBC e Banco da Amazônia.
Internet: Tem Oi Velox (conseguir velocidade de 5MB é luxo!), Fibralink e SkorpionNet.
Telefonia: Nas vilas, a operadora que funciona razoavelmente é a Oi. Mas eles fazem venda casada, você é obrigado a "adquirir" a linha telefônica para poder instalar a Velox.
Mercados:são quatro redes de supermercados: Mateus, Colinas (Atacado), VIP e Guerra (esse é o único que tem sacolão). Os alimentos ainda continuam caros, mas a concorrência ajuda a aliviar os preços e aumentar um pouco a variedade. Frutas, verduras e legumes são bem caros, mas a carne é mais em conta, então dá pra compensar.
Comércio: você encontra diversas lojas de roupas, calçados, materiais de construção, móveis e eletrodomésticos... Tem de tudo. Os principais pontos de lojas ficam na Velha Marabá (não tem muitas lojas "de marca") e no shopping.
Transporte Público: É feito por ônibus e é bastante deficitário, muita espera, poucos veículos e itinerários enormes. Tem moto táxi e táxi lotação.
Aeroporto bem localizado (acho que só de ter aeroporto em Guarnição especial já é legal), a 6 km do Centro, passagens caras, por ter poucos vôos diários.
Trânsito: o trânsito, ou melhor, os "motoristas" são preocupantes. Existem poucas regras por aqui, ultrapassagens por todos os lados e como a cidade está passando por grandes reformas, se você vier por exemplo do aeroporto para o bairro Nova Marabá, pode estressar bastante seu dia por conta do congestionamento.

PARÁ - Itaituba

Itaituba - PA

     Itaituba é um dos principais centros econômicos do oeste paraense, localizada às margens do rio Tapajós. A cidade é considerada de médio porte e tem em torno de 100 mil habitantes. 110V. Guarnição Especial Categoria A, adicional de 20%. Dista cerca de 1380 km de Belém e 360 km de Santarém, por estradas.
Vista aérea da orla
Como chegar: Dá pra se chegar de avião e também dá pra vim de lancha mais ou menos 8hs rio a cima, ou de barco, que a viagem demora cerca de 15hs. Também há como chegar de ônibus ou carro pela Transamazônica, o que em dezembro e janeiro, por causa das chuvas, vira um caos e de ônibus corre o risco de ficar atolado. Para mandar o carro de Belém  pela balsa fica em torno de R$1.000,00.
Clima: muito quente e úmido. As estações chuvosas coincidem com os meses de dezembro a junho e as menos chuvosas nos meses de julho a novembro.
Custo de vida: caro como em todo lugar da selva. Os aluguéis são caros pro que são. Comidas da terra são baratas, mas frutas e verduras o olho da cara.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Banco da Amazônia e BanPará.
Internet:
Telefonia:
Mercados:
Comércio:
Transporte Público:
Trânsito:
Rodoviária / Aeroporto: Tem rodoviária e aeroporto, onde operam as companhias Azul, Mape, Sete, mas as passagens são bem caras e voos são diariamente cancelados.

PARÁ - Altamira

Altamira - PA

    Altamira é uma cidade de cerca de 110 mil habitantes e banhada pelo rio Xingu. A rodovia Transamazônica BR 230 atravessa o município no sentido leste-oeste numa extensão de 60 km, ligando a cidade a Belém (800 km), Marabá (500 km), Itaituba (500 km) e Santarém (500 km). Dá para chegar de carro, contudo, há trechos não asfaltados, o que pode provocar atolamentos no período chuvoso. Guarnição Especial Categoria A, adicional de 20%.
Clima: quente e úmido como toda a Selva. Calor o ano inteiro e chuvas no período do "inverno amazônico".
Vista aérea da orla
Custo de vida: bem alto. Aluguel absurdo e supermercado tem bastante variedade, mas é muito caro!! Principalmente leite, iogurte, verduras, frutas...
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, HSBC, Banco da Amazônia e Banco do Pará.
Internet: nas vilas é a rádio e na cidade tem Velox. TV a cabo tem Sky e Claro.
Telefonia:
Mercados: tem bastante variedade, mas é muito caro! Principalmente leite, iogurte, verduras, frutas... Tem que pesquisar para economizar.
Comércio: tem de tudo. Não tem grandes lojas conhecidas, mas se consegue encontrar tudo que se precisa (roupas, calçados, móveis...). Lojas de móveis tem Armazém Paraíba, Lar Brasil, A Movelar, Utilar, Novo Mundo.
Transporte Público: os ônibus são muito recentes e demoram muito a passar. A maioria usa moto-táxi mesmo.
Trânsito: um caos total!! Os motoristas não respeitam sinal, bicicleta anda na contra mão, moto ultrapassa pela direita... a gente tem q estar sempre atento para todos os lados pra não acontecer nenhum acidente! Gasolina em torno de R$4,30.
Aeroporto: operam a Azul, a Map (cidades paraenses e Manaus) e a Piquiatuba (para algumas cidades paraenses).

PARÁ - Belém

Belém  - PA

      A capital paraense possui cerca de 1,4 milhões de habitantes. É conhecida como "Metrópole da Amazônia", e uma das dez cidades mais movimentadas e atraentes do Brasil. A cidade de Belém, considerada a maior da linha do equador, é também classificada como a capital com melhor qualidade de vida do Norte do Brasil. A cidade é grande, desenvolvida, mas desestruturada. O povo é bastante receptivo. É Guarnição Comum Categoria B, tem adicional de 10%. A voltagem é 110 V.

Clima: muito quente e, no inverno amazônico, chove todo dia, mas, quando chega maio-junho e acaba o inverno, chove bem pouco. Temperatura média anual de 33ºC.
Custo de vida: caro como toda a Selva. Aluguéis exorbitantes, ainda mais devido ao estados dos imóveis. Alimentação também não é muito barata.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú, HSBC, Santander, Banco da Amazônia e Banpará.
Internet: Na maioria dos bairros próximos aos quartéis já é possível ter internet em torno de 20GB da Net, o que é bom. Tem Oi Velox, tem 3G da Tim (aquela “banda larga” que põe o Chip no roteador), ORM cabo, 3G da Vivo (também “banda larga”).
Telefonia: Pega todas as operadoras,mas a mais utilizada é a TIM (dependendo da região que você for morar, outras operadoras dão de 10 à 0 em sinal).
Mercados: Há os supermercados Líder, Formosa e Nazaré. Agora o Grupo Mateus está chegando na cidade e logo logo irá inaugurar alguns supermercados nos bairros de Belém, por enquanto só tem o MIX (que é atacado e varejo) e fica um pouco afastado e um supermercado em Ananindeua. Tem Makro, Atacadão e outras lojas que vendem tanto em atacado quanto varejo.
Comércio: Há muitas lojinhas no centro ou próximo ao Ver-o-Peso com preços muito bons, tanto roupas como utensílios para casa. Percorrendo a cidade você pode encontrar também na Pedreira, Marambaia etc. Os shoppings também são uma boa opção de comprar roupa, eletrônicos, guloseimas, porque tem a lojas de nível nacional (Americanas, Riachuelo etc.) e sempre tem promoção.
Transporte Público: Péssimo, más condições dos ônibus e sempre cheios, com o calor daqui fica muito ruim. E não têm horário, nem nos pontos iniciais dos ônibus eles têm horário para sair, você não consegue se programar, então evite de sair nos horários de pico.
Trânsito: caótico, ainda mais no horário de pico. Só há um entrada e saída da cidade.
Aeroporto Internacional de Belém fica a 12 km do Centro.