PNR - Próprio Nacional Residencial

     Como muitos não sabem as especificidades do nosso Próprio Nacional Residencial (nossas casas e apartamentos nas Vilas Militares), vamos esclarecer algumas coisas...

PNR é a edificação, de qualquer natureza (casa ou apartamento), utilizada com a finalidade específica de servir de residência para os militares da ativa do Exército.
Vila dos Oficiais do 9º GAC.
Permissionários são os militares do Exército que recebem autorização da Administração Militar para a ocupação e a utilização de PNR, nas condições ou nas limitações impostas em normas específicas. Vale ressaltar que em alguns lugares apenas o permissionário é capaz de fazer reclamações, solicitar material ou qualquer coisa do tipo, portanto, se seu marido estiver em missão no exterior, por exemplo, peça a ele para te indicar, oficialmente, como representante.
Como vocês já sabem também, não moramos de graça. Há uma Taxa de Uso, que é o pagamento mensal a ser cobrado pela Administração e corresponde a um percentual do soldo, estabelecido pelo Comandante do Exército. Além dessa taxa de uso, caso seja apartamento, também há a cobrança de cota condominial.

     Bom, feitas essas considerações iniciais, vamos falar um pouco do nosso PNR. Ele é sempre uma das nossas principais perguntas quando estamos pesquisando sobre uma cidade nova. Tem PNR? Quantos são? E quanto tempo de fila? Casas ou apartamentos? Onde ficam? Enfim, são inúmeros questionamentos que fazemos, e não é para menos, até mesmo porque sabemos que está bem caro ficar pagando aluguel na maioria das cidades do país, sendo uma boa economia quando conseguimos uma casinha na Vila...
     Antes de apresentarmos algumas perguntas frequentes a respeito dos PNRs, vamos falar um pouquinho sobre eles. Primeiramente, é bom saber que tem que para ocupá-lo, precisa fazer um ofício de requerimento, caso contrário, você não será colocado na fila, pois precisa manisfestar o interesse em ocupar um PNR. Falando sobre isto, tanto na ocupação quando na desocupação são feitos Termos de Vistoria, documentos que comprovam o estado entregue e recebido do imóvel.
     Normalmente, quando se desocupa um imóvel, ele passa por reparos para que o próximo morador pegue-o pronto para uso. Mas nem sempre é isso que acontece. Cada Prefeitura Militar e/ou OM tem suas próprias regras, então acontecem os mais diversos casos. Em alguns lugares você paga uma taxa se ficar no imóvel por menos de 2 anos; em outros, você mesmo faz as reformas necessárias e os custos são abatidos; já em alguns, tem que ficar esperando para que o PO (pelotão de obras) reforme tudo até que você possa ser implantado.
     Bom, qualquer que seja a forma pela qual se procede em determinado local, é sempre bom ter em mente que o mais importante de tudo é ter bom senso. Entregue o PNR da forma que você gostaria de pegar (lembremos daquela máxima que aprendemos desde criança: "faça com os outros o que você gostaria que fizessem com você"). Não o deprede. Sabemos que nossa morada no imóvel é temporária, mas isso não é motivo para que não façamos manutenções básicas no mesmo. Se cada ocupante colaborar um pouquinho, estará sempre em boas condições.

 Algumas dúvidas que surgem...
Tem que ter dependente para ocupar PNR?
Não exatamente. O militar acompanhado de dependentes terá prioridade na distribuição de PNR. A distribuição de PNR funcional será realizada independentemente de o militar possuir ou não dependentes.